Molinésia Balão Tigre

Código: 2682

Marca: Loja

Avaliação: 0 Comentário(s)
Na compra desse produto ganhe 6 pontos RsDiscus

Por:
R$ 6,00

Apenas R$ 5,40 à vista com desconto
/98

Simulador de Frete
- Simulador de Frete

Nome Popular: Molinésia, Molly, Molinésia Balão Tigre
Nome Científico: Poecilia sphenops, Valenciennes, 1846
Família: Poeciliidae
Origem: México, Colômbia, Venezuela    
Sociabilidade: Harém, grupos
pH: 7.0 a 7.8
Temperatura: 21 a 28ºC
Dureza da água: Média a dura
Expectativa de vida: Cerca de 3 anos
Manutenção: Fácil
Tamanho adulto: Aproximadamente 8 cm para os machos e 12 para as fêmeas

Alimentação: Onívoro, para incentivar a reprodução e manter seu peixe saudável e com belas cores é recomendado oferecer alimentos vivos e fontes de proteína vegetal para o complemento da dieta, além de ração específica para a espécie.

Dica RsDiscus: As seguintes rações atendem às necessidades alimentares desta espécie – JBL Novo Bel, JBL Novo Color, JBL Novo Bits, JBL Novo Grano Color, JBL Novo Grano Mix, JBL Premium Gala,  JBL Novo Vert, Sera Granulat Menu, Sera Vipan, Sera Flocken Menu, Sera Flora, Sera Granugreen, Sera GVG Mix, Tetra Color Tropical Crisps, Tetra Color Tropical Flakes, Tetra Color Tropical Flakes Plus, Tetra Color Tropical Granules, Tetra Min Pro Tropical Crisps, Tetra Min Tropical Crisps, Tetra Min Tropical Flakes, Tetra Min Tropical Flakes Plus, Tetra Min Tropical Granules, Tetra Veggie. Lembre-se sempre de alternar as rações para oferecer uma dieta rica e variada!

Veja as rações indicadas nos catálogos abaixo:

Rações Tetra

Rações Sera

Rações JBL


Dimorfismo sexual: O macho é menor e apresenta a nadadeira anal modificada, em formato cilíndrico, que recebe o nome de gonopódio. A fêmea é maior, possui o ventre mais roliço e sua nadadeira anal é em formato de “leque”. Importante: estas características aparecem em peixes no final do estágio juvenil e em adultos, a diferença sexual entre filhotes é mais difícil de ser observada.

Comportamento:  São pacíficos e vivem em grupos, é recomendado sempre manter no mínimo duas fêmeas para cada macho – sendo três ou quatro o número ideal.

Reprodução: Fecundação interna, o macho persegue a fêmea em busca de uma oportunidade para a fecundação, que é feita com a ajuda do gonopódio. Depois da cópula, a fêmea demora cerca de um mês para liberar os filhotes, durante este período o seu ventre vai aumentando de tamanho – conforme os filhotes se desenvolvem dentro dos ovos – e uma mancha escura vai se tornando mais evidente na área próxima à nadadeira anal.

Não ocorre o cuidado parental entre os peixes desta espécie, pode-se oferecer rações específicas para alevinos e alimentos vivos como microvermes, náuplios de artêmia, conforme os filhotes forem crescendo alimentos de maior porte podem ser oferecidos.

É recomendado o uso de plantas flutuantes no aquário para que eles possam se esconder entre suas raízes (ou plantas fixas, que ofereçam abrigo entre suas folhas) e assim o risco de virarem alimento dos adultos diminua, pelo menos até que sejam separados ou tenham tamanho suficiente para não virar comida dos adultos.

Procure usar filtro interno de espuma ou então colocar perlon na entrada de água do filtro externo para evitar sugar os filhotes, quando em aquários próprios para reprodução.
As fêmeas possuem a capacidade de armazenar o esperma do macho por vários meses, conseguindo assim realizar a reprodução, sem precisar novamente da presença deles durante este período.

Tamanho mínimo do aquário: 80 litros para um trio, 100 litros para um comunitário.

Outras informações: Existem várias opções de cores das mais diversas variedades que podem ser combinadas para compor uma fauna diferenciada, assim como também existe a opção de manter um grupo de peixes da mesma variedade e cor.

Estes peixes apresentam sua coloração de forma vívida apenas quando mantidos em ambiente ideal, peixes em situação estressante (baterias de lojas, logo após o transporte, etc) podem apresentar coloração muito pálida, que é facilmente revertida ao ser transferido para um local com parâmetros e necessidades adequadas à espécie.

É extremamente importante o monitoramento dos parâmetros da água, para isto são recomendados os testes periódicos de pH, GH, KH, Amônia, Nitrito e Nitrato. Existem produtos que testam certos parâmetros constantemente, sem que o aquarista necessite fazê-los a toda hora e que permitem um monitoramento 24 horas, são eles o Seachem Ammonia Alert e Seachem pH Alert – ambos disponíveis em nossa área de “Medicamentos e Testes” Todos os outros testes químicos também podem ser encontrados na mesma área supracitada do site.

Igualmente importante é a manutenção constante da temperatura da água para evitar quedas bruscas que podem levar à debilitação do sistema imunológico do animal e ao surgimento de doenças. Esta manutenção é atingida com o auxílio de aquecedores e/ou termostatos – sendo  os últimos mais recomendados, por possuírem um mecanismo que controla a temperatura evitando assim o aquecimento excessivo da água do aquário – e  ela é monitorada utilizando-se termômetros que podem ser tanto internos quanto externos. Acessando a nossa área intitulada “Temperatura” você encontra várias opções de termômetros, aquecedores e termostatos.

É iniciante e não sabe como montar um aquário?  Em nossa aba de “Downloads” existem vários textos para lhe informar ainda mais sobre este maravilhoso hobby.

Tem dúvidas sobre a quantidade de substratos, de peixes, o aquecedor ideal, a vazão do filtro, iluminação, litragem do aquário? Não deixe de aproveitar os Cálculos RsDiscus e sanar estas questões!

 


Cinthia Emerich
Fontes consultadas:
Fishbase
Seriously Fish
Aqua-Fish

Características



Deixe seu comentário e sua avaliação